Tag Archive: MTV


O dia do rock aconteceu essa semana, e nada melhor do que dar uma boa retrospectiva na longa jornada e modificações que ele veio sofrendo ao longo das décadas.
.
Mas por que o dia 13 é o dia do rock?
Em 1985, ouve o Live Aid, vários shows ao redor do mundo com o simples objetivo de acabar com a fome na Etiópia, muitos cantores participaram The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins, Eric Clapton e Black Sabbath, só gente fraca como deu para perceber. O evento foi transmitido ao vivo pela BBC, e mostrou ao mundo o que se passava no continente africano. Em 2005, ouve o Live 8, com mais shows e em mais países. E assim, o dia 13 de julho ficou conhecido como dia mundial do Rock, todos os shows foram organizados por Bob Geldof.
.
Um pouco sobre a história do rock
.
O rock surge nos Estados Unidos, mais ou menos em 1950, com muitas características da música Black, com uma batida rápida e letras simples, guitarra, bateria e baixo eram fundamentais.
Shake, Rattle and Roll, de Big Joe Turner relançada por Bill Haley começa a fazer um grande sucesso, durante a mesma época surge Elvis Presley com o novo som “rockabilly”, em 56, ele lança Heartbreaker Hotel, que consegue vendas incríveis. Durante essa mesma época, outros roqueiros também se destacaram como Chuck Berry, Little Richard, Jerry Lee Lewis…

O ex-baterista do Blink 182, Travis Barker, declarou que gostaria de gravar algum trabalho acompanhado do rapper Jay-Z.

Barker afirmou que quer tê-lo em seu próximo lançamento. “Eu adoraria que ele estivesse no meu álbum ou entrar em estúdio e deixar nossos cérebros fundirem em alguma coisa louca”, disse ele, segundo MTV.

Travis está voltando ao trabalho aos poucos. Em setembro ele sofreu um acidente de avião, e junto com seu amigo DJ AM, se salvou.

No início deste mês ele anunciou sua primeira apresentação após o susto, e agora já pensa em um CD.

921303-4891-cpAlicia Keys, Christina Aguilera, Rihanna, Pussycat Dolls, Pink e Beyoncé fizeram shows no American Music Awards, que não sei por Deus não foi transmitida na MTV (será que rola um certo preconceito?).

Rihanna cantou Rehab após ganhar os dois prêmios que concorria, Artista Pop/Rock e Soul/R&B.

Alicia cantou ao lado de Queen Latifah e cantou Superwoman, Alicia foi a que mais obteve indicações.

E óbvio, Beyoncé encerrou a noite cantando Single Ladies, música já bastante conhecida.

Além delas, também foram destaque no evento as Pussycat Dolls, Pink, Mariah Carey, Miley Cyrus, Sarah McLachlan e Christina Aguilera.

Subiram ao palco ainda os grupos Jonas Brothers e Coldplay, além do rapper Kanye West

015960838-gdh00Os fãs disseram que após esperar em uma grande fila em Los Angeles para o show da MTV, que também fará parte do documentário “Britney: for the record, a organização deu a preferência a fãs loiras e de saia curta para o evento (sacanagem né).

Essa gravação seria especial para os fãs da cantora, mas isso segundo o site “X-17”,, não aconteceu.

Uma fã teria enviado uma nota de reclamação ao site, dizendo que a organização do evento escolheu na fila apenas meninas loiras, magras e vestindo saias curtas. O resto dos mortais continuaram plantados na fila e teriam ficado a ver navios. A fã termina a nota dizendo que é um preconceito escolher pessoas por sua idade, peso e raça.

Também é mistério se Britney Spears vai participar do American Music Awards (AMA), no próximo domingo. Além de não estar concorrendo, a apresentação da cantora iria concorrer com a de Christina Aguilera, já confirmada, e com quase 10 minutos de duração.

015948813-gdh00O site Perez Hilton (isso não lembra aquela pessoa, que levou a Britney para o mal caminho) divulgou mais trechos do documentário de Britney Spears, “Britney: For The Record”, que irá ao ar no dia 30 de novembro, na MTV”. Nele, a cantora abriu o coração: “Costumava ser uma garotinha, mas sinto que os paparazzi gostavam da maneira em que vivia. Era garotinha, mas não sou mais”. Ela também desabafa: “Minha confiança tem sido muito fustigada”. 

O estado atual de sua vida:
Estou presa e triste. É muito chato… Poderia ser muito pior. Há pessoas por aí que fazem coisas piores do que faço. Costumava ser uma garotinha, mas sinto que os paparazzi gostavam da maneira em que vivia. Era garotinha, mas não sou mais.

Justin Timberlake
Ele era uma parte do que me tinha tornado. Então, quando ele foi embora, pensei: ‘O que eu devo fazer?’ Fiquei devastada. Mas lidei melhor do que a separação de Kevin…. Ele começou a fazer um álbum e outras coisas sozinhos, eu nunca o via. Quando terminou, me senti muito sozinha.

Ano de 2007 e sua recuperação:
Minha confiança tem sido muito fustigada. Tinha perdido totalmente o meu caminho, o foco. Me perdi. Deixei algumas pessoas más participarem da minha vida, porque estava sozinha. Realmente tive as conseqüências disso. Bons momentos… Mas que diabos estava pensando?

Revendo todo a sua vida, ela diz que é muito inteligente para ter cometido tantos erros, como as clínicas de reabilitação e hospitais psiquiátricos, um divórcio (daquele sangue-suga horrível que tentou tirar seus filhos) e ficou também careca.

Antes de lançar o seu álbum, ela quer mostrar aos fãs a parte mais difícil da sua vida.
No documentário de 90 minutos, “Britney: For the Record”, que estréia na MTV americana no próximo dia 30, a cantora de 26 anos desabafa: “Eu olho para trás e penso: ‘Sou uma pessoa inteligente. O que diabos eu estava pensando?'”.

     Apesar do retorno triunfante às paradas de sucesso e aos prêmios, a cantora afirma que seus dias “parecem sempre iguais”. De acordo com o site da MTV, Britney fez o documentário para que as pessoas saibam o que realmente aconteceu. “Tanta coisa aconteceu nos últimos dois anos, e há muito que as pessoas não sabem sobre mim que eu gostaria que soubessem”, declara.
     O filme também mostra os bastidores do recomeço da cantora, como a gravação do videoclipe “Womanizer”. A música chegou ao topo da parada Hot 100 de singles da Billboard, em outubro, e foi número um nas paradas iTunes do Canadá, França, Espanha e Suécia.
     Por aqui, o documentário “Britney: For the Record” vai ao ar no dia 1º de dezembro, pelo canal a cabo Sony Entertainment Television.

Os Black Eyed Peas concluem esta semana as gravações de um novo disco de originais, exatamente no dia 15, amanhã. “The E.N.D. (The Energy Never Dies)” é como se chama o próximo trabalho da banda norte-americana, cuja edição deverá acontecer este ano ou no início do próximo. O líder da banda se irritou com o fato da gravadora ter apressado o tempo para a gravação.

«Estamos terminando as canções. (…) Estou cansado de fazer música para a rádio e para a MTV. Acho que deve se fazer canções para quem as ouve e toca», afirmou Will.I.Am, em declarações à Billboard.

O último disco dos Black Eyed-Peas, “Monkey Business” (2005), vendeu 4,2 milhões de cópias, só nos EUA.
Esta é a provável lista do cd, nada ainda é confirmado:
  • “Can’t Stop Us” *
  • “Feel That Nigga”
  • “Sexy Mama” (participação de Shakira)
  • “The Taboo Song”
  • “Power To The People” (participação de Mary J. Blide e John Legend )
  • “The Matrix” (participação de Ciara)
  • “Let Me Feel” (participação de Justin Timberlake)
  • “My Humps (Parte 2)”
  • “Keep It Quiet and Stationary”
  • “More”

* Provável primeiro single.