Em palavras de M.I.A., Lady Gaga seria sua “mímica” e “a última tentativa da indústria de se fazer importante”. Talvez essas palavras, por parte de M.I.A., vieram por que existem comparações entre as duas, mas só no aspecto visual acredito, por que realmente as duas fazem músicas completamente diferentes uma da outra, a M.I.A. também alegou isso, e ainda disse que as músicas da Lady Gaga não estavam no mesmo patamar de seu estilo eclético e inovador. Bem, realmente a música que a M.I.A. faz é bem alternativa, e não segue o estilo pop e por isso não estão no mesmo patamar, também acredito que ela não iria querer isso, e é inovadora, mas ainda falta alguma coisa, talvez mais reconhecimento, apesar dela já o ter. E a Lady Gaga, as batidas dela são muito parecidas com as das outras cantoras, ela tira o que cada cantora tem de melhor para compor o seu look, o que realmente diferencia ela das outras são as suas músicas com refrões que grudam, típicos de uma música pop, e o seu atrevimento e ousadia nos clipes, que, mesmo assim, pode ser comparada a várias outras cantoras que fizeram isso antes.

M.I.A. diz:

“As pessoas dizem que somos parecidas, que nós misturamos muitas coisas e fazemos algo novo, mas ela faz algo exatamente igual. Nenhuma de suas músicas reflete o estranhamento que ela tenta passar. Ela se inspira em Grace Jones e Madonna, mas sua música soa como a música disco de 20 anos atrás em Ibiza Ela nao é progressiva, mas é uma ótima dubladora. Ela soa mais como eu do que eu mesma conseguiria!”, disse ao semanário “NME”.

M.I.A. ainda complementa dizendo que “Telephone” representa a indústria da música, “Ela tem uma ótima equipe por trás dela, mas é a última tentativa da indústria de se fazer importante – dizendo ‘você precisa do nosso dinheiro te apoiando, o endosso, a estrutura’. Eu a respeito, ela dá emprego a milhares de pessoas, mas o que eu faço segue o princípio faça-você-mesmo.”, acrescentou. É verdade vai, muito músico bom por aí não pode seguir carreira, por que a indústria dita o que tem que ser ouvido, e sem o seu dinheiro, eles se dariam mal, mas ainda bem que isso não acontece.

Pra complementar, a cingalesa filha do revolucionário dos Tigres da Libertação no Sri Lanka, teria recusado uma proposta de ter uma música no filme Crepúsculo, “Eles me pediram. Por sorte, o presidente da minha gravadora tinha tido problemas com o pessoal do ‘Crepúsculo’, ele mandou eles irem se danar”. Nossa, cada vez começo a gostar mais dela. Arular e Kala 4ever, tô esperando o próximo cd dela, espero que venha logo : ).

E realmente, eu vi muita gente falando mal da M.I.A. por aí na internet, xingando (tem coisa mais idiota do que xingar alguém que não se conhece por alguém que também não se conhece?!), mas pra falar mal tem que conhecer primeiro, e de todas as pessoas que eu vi, nenhuma a conhecia e ainda falava que ela era uma desconhecida no meio (ela é tão desconhecida que colaborou no cd Bionic de Christina Aguilera, e teve seu álbum selecionado como um dos melhores do ano pela Billboard) , ela está aí há bem mais tempo, faz sucesso (SIM, ela faz sucesso), e gente, críticas construtivas por favor, não adianta sair falando mal sem nem ao menos conhecer o trabalho de alguém direito.

E para terminar, Lady Gaga é bem diferente da M.I.A., por que perder tempo falando que M.I.A. é melhor do que Lady Gaga ou que Lady Gaga é melhor do que a M.I.A.?

E se você for ver o clipe (Jimmy – lançado em 2007), espera chegar até 1:57.