015881453-gdv00Eu havia dito antes, e agora ele próprio admite que tem culpa no cartório.

Ele deu uma entrevista ao jornal “New of the World”, dizendo que foi uma péssima influência para a mulher, e que só o divórcio a salvaria.

Na conversa com a publicação ele contou que ela pediu para experimentar heroína depois de vê-lo usando a droga e que certa vez, depois de um dia inteiro usando crack e heroína, Amy teve um colapso, entrou em convulsão e quase morreu em seus braços.

Crack e heroína

“Cometi o maior erro da minha vida ao usar heroína na frente dela. Eu a apresentei a heroína, crack e automutilação. Crack é a pior das drogas. Você fica paranóico, descompensado e totalmente desconfiado dos outros. Você pode ficar dependente rapidamente. A primeira vez que Amy usou crack, ela me pediu. Eu estava fraco e viciado e deixei-a experimentar. Começamos a usar tanto quanto heroína. Aí nossas vidas desmoronaram.”

Colapso de Amy

“Eu estava lá quando Amy teve seu primeiro colapso. Tínhamos usado drogas o dia inteiro – heroína e crack. Começamos cedo e terminamos tarde. Nem pensamos em parar. De repente minha mulher, que eu amo de todo o coração, começou a se debater violentamente na minha frente. Comecei a chorar e a deitei no chão. Eu vou levar para o túmulo a imagem dela me perguntando ‘quem é você? quem é você?’.”