Quem nunca baixou uma música sem pagar pelos seus direitos, através de sites de “compartilhamento” ou até mesmo por programas desenvolvidos com esse intuito.

Claro, isso constitui em crime, mas bem que os artistas podiam pedir as suas gravadoras para diminuir os custos dos seus CD’s, e para isso surgiram os cd’s PAc, uma versão mais “peba”, geralmente o cd envolto com uma capa de papelão, ou um dvd envolto com papelão ou em uma caixa menor.

Pelo fato de que são muito caros, e que ninguém vai comprar um Cd por uma música, muitos artistas já disponibilizam músicas na internet, nos seus sites ou pelo myspace, ou até mesmo vendendo as músicas em um pendrive.

Comecei a escrever esse post pensando que, se formos substituir o Cd pela internet ou por pendrives, como substituimos os Vhs pelo DVd e agora pelo BlueRay, qual será o prazer de adquirir o material de nosso ídolos, claro que só compro Cds de quem sou fã, e pelo prazer de ter o encarte e o Cd, e se isso acabar, sei lá, a música vai estar meio afastada, e em um mundo artificial, que hoje ainda não está disponível para todos, é uma idéia legal levar a música para a internet, mas isso hoje faz com que algumas pessoas não tenham acesso a certas música, e aí? Será que isso de fato vai ocorrer? Será a que vamos por um fim no CD?