Revendo todo a sua vida, ela diz que é muito inteligente para ter cometido tantos erros, como as clínicas de reabilitação e hospitais psiquiátricos, um divórcio (daquele sangue-suga horrível que tentou tirar seus filhos) e ficou também careca.

Antes de lançar o seu álbum, ela quer mostrar aos fãs a parte mais difícil da sua vida.
No documentário de 90 minutos, “Britney: For the Record”, que estréia na MTV americana no próximo dia 30, a cantora de 26 anos desabafa: “Eu olho para trás e penso: ‘Sou uma pessoa inteligente. O que diabos eu estava pensando?'”.

     Apesar do retorno triunfante às paradas de sucesso e aos prêmios, a cantora afirma que seus dias “parecem sempre iguais”. De acordo com o site da MTV, Britney fez o documentário para que as pessoas saibam o que realmente aconteceu. “Tanta coisa aconteceu nos últimos dois anos, e há muito que as pessoas não sabem sobre mim que eu gostaria que soubessem”, declara.
     O filme também mostra os bastidores do recomeço da cantora, como a gravação do videoclipe “Womanizer”. A música chegou ao topo da parada Hot 100 de singles da Billboard, em outubro, e foi número um nas paradas iTunes do Canadá, França, Espanha e Suécia.
     Por aqui, o documentário “Britney: For the Record” vai ao ar no dia 1º de dezembro, pelo canal a cabo Sony Entertainment Television.