Ele está sendo processado (para variar, as pessoas gostam de persegui-lo), por um milionário árabe (óbvio, quem tem dinheiro sempre quer mais, enquanto nós “sofre”)

Ele pode pagar até 4 milhões por quebra de contrato ( é o dinheiro para pagar o papel higiênico, hã, esse shake não tem mais o que fazer não, hein).

Segundo o “the sun” de acordo com a sua publicação, o príncipe Abdulla Al-Khalif afirma que o cantor não cumpriu as exigências impostas em um contrato exclusivo, que incluíam a gravação de dois discos, um musical e uma autobiografia.

Em troca o sheik teria presenteado Michael Jackson com um Rolls-Royce avaliado em cerca de US$ 180 mil, na época em que ele foi absolvido das acusações de abuso sexual em 2005.

PS: os comentários aqui presentes são para esclarecer o fato que após a perseguição ao Michael (sim, com certeza ele é o Rei do Pop), muitos agora tentam ganhar a suas custas e imagens, eu me retrato se algo pareceu de certo modo ofensivo.